ÁSIA: Os mercados asiáticos fecharam em alta por conta de movimentos tranquilizadoras envolvendo o presidente Donald Trump, que citou um plano fenomenal na quinta-feira passada, provavelmente envolvendo redução de impostos num futuro próximo feito, até os comentários do final de semana de que os EUA e o Japão são grandes aliados, enquanto os investidores se livraram das preocupações geopolíticas com um teste de mísseis balísticos.
Os dados econômicos na região também foram relativamente dinâmicos, com a economia do Japão se expandindo pelo quarto trimestre consecutivo a uma taxa anualizada de 1% no período de outubro a dezembro, baseadas em exportações sólidas e despesas de capital, apesar de que a expansão do PIB tenha sido menor do que uma previsão de crescimento de 1,1% por economistas​. Na sexta-feira passada, os números da balança comercial de janeiro da China superaram as previsões, com exportações subindo 7,9% ante um ano antes e importações disparando 16,7%.
O Nikkei do Japão fechou em alta de 0,41% após a visita do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe aos EUA para a primeira reunião com o presidente Trump.
Durante o fim de semana, Trump deixou de lado as duras críticas sobre o Japão roubar empregos americanos e aproveitarema ajuda de defesa dos EUA e reafirmou que “o compromisso dos EUA em defender o Japão através de toda a gama da capacidade militar dos EUA”.
O Kospi da Coreia do Sul oscilou durante a maior parte da sessão, mas terminou em alta de 0,17%. Os ganhos do índice foram limitados à medida que o mercado lutava contra as notícias de que a Coreia do Norte havia disparado um míssil balístico no mar na manhã de domingo e segunda-feira. Pyongyang disse que o teste com um novo tipo de míssil no fim de semana foi bem-sucedido e é capaz de carregar uma ogiva nuclear. Este será também o primeiro teste das promessas de Trump de ser duro contra a Coreia do Norte e vem logo após o encontro de Trump com Abe e depois de conversar por telefone com o presidente chinês Xi Jinping na última sexta-feira. O Ministério das Finanças da Coreia do Sul disse que estaria pronto para agir rapidamente caso os mercados financeiros mostrem sinais de volatilidade após o lançamento de mísseis da Coreia do Norte neste domingo.
O líder do grupo Samsung, Jay Y. Lee, foi convocado novamente pelo Ministério Público Especial para mais perguntas sobre acusações de suborno relacionadas ao escândalo político envolvendo a presidente Park Geun-hye. No mês passado, Lee foi questionado por mais de 22 horas, mas um tribunal rejeitou um mandado para prendê-lo. Samsung Eletronics caiu 1,04%, enquanto Samsung Engineering recuou 3,5% e Samsung C & T caiu 1,57%.
O Shanghai Composite registrou a quarta sessão consecutiva de ganhos, subindo 0,64% e o Shenzhen Composite avançou 0,75%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,58%.
Na Austrália, o ASX 200 fechou 0,7% maior, suportada pelo subíndice de energia, que subiu 1,44% e pelo subíndice de materiais, que somou 2,24% de alta. Entre as mineradoras, BHP Billiton subiu 4,3%, Fortescue disparou 6,3% e Rio Tinto (LON:RIO) avançou 3,3%​.
O índice do dólar, que rastreia a moeda americana contra uma cesta de moedas, foi negociado a 100.79. O dólar ficou sob pressão após Trump responder a uma pergunta sobre a desvalorização cambial em uma conferência de imprensa conjunta com o japonês Abe no sábado, dizendo: “todos acabaremos… estar em igualdade de condições e acrescentou que “esse é a única maneira que você pode competir com justiça no comércio”. O dólar caiu imediatamente após o comentário, mas rapidamente se recuperou, com alguns analistas sugerindo que pelo menos por enquanto, a perspectiva de mudanças na política tributária é o principal motor do dólar. O iene enfraqueceu para uma baixa de duas semanas contra o dólar mais firme, em 113.64, quando o dólar australiano ficou em $ 0.7668.
Os futuros do petróleo caíram durante o horário do comércio asiático.

EUROPA: Os mercados na Europa avançam nesta segunda-feira de manhã, depois do avanço em Wall Street na sexta-feira e com investidores digerindo dados e novos desenvolvimentos políticos.​ Os investidores parecem estarem mais aliviados depois da interação de Trump com seus colegas chineses e japoneses na semana passada, parecendo sinalizar que a “posição em relação a ambos melhoraram consideravelmente desde que foi eleito. Trump disse na sexta-feira que queria ter uma relação comercial “livre, justa e recíproca com o Japão” e o presidente americano praticamente confirmou na quinta-feira a política de “apenas uma China” que tem sustentado as relações sino-americana.  O pan europeu Stoxx 600 sobe 0,25%, o suficiente para colocá-lo no caminho do maior fechamento desde dezembro de 2015, com a maioria dos setores negociando em território positivo. Destaque para o setor de recursos básicos que apresentam os melhores resultados nos negócios iniciais, com alta de 2,5%, continuando a tendência dos mercados asiáticos. O cobre atingiu a melhor marca em 20 meses durante a noite devido a dados chineses e interrupções de oferta em duas grandes minas de cobre.

A multinacional farmacêutica alemã Stada lidera o topo da referência europeu, disparando quase 15% depois de várias ofertas de aquisição. Enquanto isso, a empresa de defesa sueca Saab cai 2,6% após os lucro ficarem abaixo das expectativas no quarto trimestre de 2016. No Reino Unido, o FTSE 100 sobe e segue a caminho para o seu maior fechamento desde 16 de janeiro, após fechar a semana passada com um ganho de 1%. As mineradoras figuram entre as maiores altas no FTSE no início desta segunda-feira, com Glencore (LON:GLEN) subindo 2,38%, Antofagasta (LON:ANTO) adicionando 2,08%, enquanto Anglo American (LON:AAL) sobe 2,44%. Entre as gigantes, BHP Billiton sobe 2,2% e Rio Tinto avança 1,3%.​
O primeiro-ministro francês, Bernaud Cazeneuve, vai se reunir em Berlim com a chanceler alemã Angela Merkel, o vice-chanceler Sigmar Gabriel e com o ex-presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, enquanto Donald Trump reunirá com o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, nesta segunda-feira.​

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA: Não está prevista a divulgação de dados econômicos relevantes.
CHINA:
23h00 – CPI (taxa de Inflação mensal​);
23h00 – PPI (índice de preços do produtor​);

ÍNDICES FUTUROS – 7h40:
Dow: +0,20%
SP500: +0,11%
NASDAQ: +010%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Bolsas europeias seguem para o maior fechamento desde dezembro de 2015