ÁSIA: Investidores globais voltaram aos mercados de ações da Ásia nesta quarta-feira, depois de uma sessão de alta nos EUA após declarações mais “hawkish” do que o esperado​ da presidente do Federal Reserve no Capitólio. Suas declarações desencadearam vendas nos rendimentos do Tesouro dos EUA e um rali no dólar e nas ações após deixar a porta aberta para uma alta de taxa já no próximo encontro do FOMC em março. O S & P 500 e o Nasdaq Composite subiram nas últimas seis sessões, enquanto o índice de tecnologia renovou a sua máxima histórica.

O dólar subiu contra uma cesta das moedas, sendo negociado em 101,29 na quarta-feira, ante 100.8 na sessão anterior. Entre os principais pares de moedas, o iene enfraqueceu ligeiramente em relação ao dólar, negociado a 114,53, ante máxima de 114,19 atingida na sessão anterior. O euro obteve $ 1.0570, enquanto o dólar australiano foi negociado a $ 0.7665. Alguns analistas acreditam que o dólar poderia estender ganhos enquanto Yellen continuar seu testemunho perante o congresso na quarta-feira.

No Japão, o Nikkei subiu 1,03%, enquanto o Topix avançou 0,95%. Os bancos e as companhias financeiras japonesas terminaram em alta.​ As ações da Toshiba caíram 8,75% e fechou em 209,7 ienes em Tóquio depois que a Reuters informou que a companhia esperava registrar um acerto de US $ 6,3 bilhões em sua unidade nuclear dos EUA e esperava vender seu negócio de chips de memória para angariar fundos urgentemente. A Reuters acrescentou, citando uma fonte, que os empréstimos da empresa japonesa junto à bancos e seguradoras estavam em US $ 7 bilhões, enquanto o Wall Street Journal relatou que o presidente Toshiba, Shigenori Shiga, iria renunciar a seu cargo, enquanto o ex-CEO da Westinghouse Electric, Danny Roderick, foi destituído de seu cargo executivo. A Nomura disse em uma nota do dia 14 de fevereiro, que estava mudando a sua classificação de “comprar” para “suspender”.

Do outro lado do Estreito Coreano, o Kospi terminou com 0,45% de alta, apesar da continuidade das preocupações relacionadas à desdobramentos políticos. Os promotores disseram na terça-feira que iriam preparar um novo mandado de prisão para o líder do conglomerado Samsung, Lee Jae-yong, acusado em um escândalo de corrupção que envolveu a presidente Park Geun-hye​.

O ASX 200 da Austrália subiu 0,94% para 5.809,07 pontos, com a maioria dos setores fechando em alta. O setor financeiro fortemente ponderado subiu 1,70%. No setor de recursos básicos, a mineradora BHP Billiton ganhou 1,26%. A Reuters informou que os trabalhadores em greve da mina de cobre Escondida no Chile, cuja operação é da BHP, continuam em negociações. A mina produziu mais de 1 milhão de toneladas de cobre, cerca de 5% do total mundial em 2016. Os preços do cobre subiram 0,58% para US $ 6,056 a tonelada na quarta-feira de manhã, depois de cair para US $ 6.021 na sessão anterior. Entre outras mineradoras australianas, Fortescue subiu 1,2% e Rio Tinto (LON:RIO) recuou 0,3%.​

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 1,25%, enquanto no continente chinês as ações caíram. O Shanghai Composite caiu 0,16%, enquanto o composto de Shenzhen recuou 0,88%.​

EUROPA: As bolsas europeias começaram a quarta-feira em alta depois que a presidente do Federal Reserve dos EUA, sugeriu uma possível alta nos juros já no próximo mês.​ Yellen disse em declarações preparadas ao Congresso que esperar muito tempo para aumentar as taxas de juros seria “imprudente”, dado o aumento da inflação e do crescimento econômico. ​O pan-europeu Stoxx 600 abriu em alta de 0,2% com a maioria dos setores em negociação positiva.

No Reino Unido, o FTSE 100 sobe após o índice cair pela primeira vez em seis sessões na terça-feira após dados de inflação. Nesta quarta-feira, bancos e seguradoras lideram as altas depois de sinais “hawkish” de Yellen e segue para o maior fechamento desde 16 de janeiro. Taxas de juros mais altas tendem a beneficiar o setor financeiro, já que podem cobrar mais por seus empréstimos. Como a maior economia do mundo, as taxas de juros dos EUA são considerados uma força motriz para outros mercados. Standard Chartered (LON:STAN) sobe 2%, Barclays (LON:BARC) avança 1,3%, Royal Bank of Scotland sobe 1,7% e Lloyds Banking avança 1,4%. Nesta quarta-feira, Yellen falará novamente, quando dará seu testemunho semestral perante o Comitê de Serviços de Finanças da Câmara.

No setor de recursos básicos, Anglo American (LON:AAL) Platinum, maior produtora mundial de metais preciosos, sobe 1% após dizer que voltou a lucrar em 2016 com anos de reestruturação e vendas de ativos. Entre outras mineradoras listadas em Londres, Antofagasta (LON:ANTO) sobe 0,1%, Glencore (LON:GLEN) avança 0,6%, BHP Billiton sobe 2% e Rio Tinto que abriu em queda, opera em ala de 0,3%.

Enquanto isso, as incertezas políticas parece estar aumentando no bloco continental. O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, disse que a Grécia e seus credores não chegarão a um acordo antes de uma reunião agendada para segunda-feira, o que aumenta as preocupações de que a Grécia com um “default”.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
11h30 – CPI (Consumer Price Index) e core CPI (mensuram os preços ao consumidor);​
11h30 – Retail Sales (mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços) e o Core Retail Sales (exclui as vendas de automóveis e gás);​
11h30 – NY Empire State (Manufacturing Index (mede a atividade manufatureira no estado de Nova York);​
12h15 – Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization Rate (capacidade utilizada);​
13h00 – Testemunho da Chairwoman do Federal Reserve, Janet Yellen, de dois dias perante Congresso;
13h00 – Business Inventories (relatório sobre as vendas e os estoques do setor atacadista);​
13h00 – NAHB Housing Market Index (venda de imóveis e a expectativa para novas construções no mercado imobiliário americano);​
13h30 – Crude Oil Inventories (Relatório de Estoques de Petróleodos Estados Unidos);​
19h00 – TIC LongTerm Purchases (mede o nível de investimento estrangeiro e nacional nos EUA);

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: +0,10%
SP500: -0,02%
NASDAQ: +0,01%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Declarações “hawkish” de Yellen impulsiona as bolsas mundiais.