ÁSIA: As bolsas da Ásia fecharam em alta, seguindo os ganhos em Wall Street.

Na Austrália, o índice de referência fechou em alta de 0,91%. O ASX 200 avançou em todos os subíndices, com exceção de energia, que caiu 0,71%, rastreado pela queda dos preços do petróleo. No terceiro trimestre, o PIB caiu 0,5% no trimestre mas aumentou 1,8% no ano, bem abaixo das previsões de um aumento de 0,3% no trimestre e 2,5% em termos homólogos.  O PIB do segundo trimestre foi revisado para cima em 0,6%, ante leitura inicial de 0,5 por cento. O declínio trimestre foi o maior desde 2008 e pode alimentar o ponto de vista do Reserve Bank of Australia sobre sua política monetária. O dólar australiano caiu 0,43% contra o dólar, chegando a US $ 0,7424. As mineradoras australianas avançaram na sequência da alta dos preços do minério de ferro.

O Nikkei do Japão fechou em alta de 0,74%. Destaque para a alta de 6,2% das ações da SoftBank, o quarto componente ponderado mais forte no Nikkei,  depois que o presidente americano eleito Donald Trump anunciou que a telecom japonesa investiria $ 50 bilhões nos EUA e criar 50.000 postos de trabalho nos próximos quatro anos. A reunião de Trump com a Softbank também contou com o logotipo da Foxconn da Hon Hai, fornecedora de iPhones da Apple, no entanto, ainda não está claro qual o papel que a Foxconn terá no negócio. A ação da Foxconn listada em Taiwan subiu 1,09%. Entre outras notícias, a câmara baixa do Japão aprovou uma lei para legalizar casinos na terça-feira, que poderá beneficiar operadoras globais de casino.

Na Coreia do Sul, o Kospi fechou em alta de 0,1%, com o ministro de Finanças, Yoo Il-ho, dizendo que o sentimento do consumidor está enfraquecendo devido incertezas  com a liderança política e volatilidade do mercado financeiro do país, informou a Reuters. Samsung Eletronics subiu 1,37% após a notícia de terça-feira de que o Supremo Tribunal dos EUA decidiu que a favor da Samsung em relação à disputa sobre danos relacionados com design do iPhone da Apple. A decisão desobriga a Samsung a pagar $ 399 milhões concedido à Apple em uma decisão de primeira instância por infringir designs do iPhone.

No continente chinês, Shanghai Composite fechou em alta de 0,7% e o Shenzhen Composto subiu 0,91%. Em Hong Kong, o Hang Seng ganhou 0,55%.
No mercado de câmbio, o índice do dólar, que acompanha o dólar contra uma cesta de moedas, foi negociado a 100,57, ante 101,5 na semana passada. O iene manteve-se estável na marca de 114.

Os preços do petróleo caíram nesta quarta-feira durante o comércio asiático, depois que dados mostraram que a Organização dos Países Exportadores de Petreoleum (OPEP) e a Rússia tiveram produção recorde em novembro.

EUROPA: As bolsas europeias avançam, com investidores mudando seu foco para a reunião do Banco Central Europeu (BCE), onde espera-se por mais estímulos monetários a serem anunciados. O Stoxx 600 avança 0,6% na abertura da sessão de quarta-feira​, com destaque para o subíndice bancário que sobe 1,4%, atingindo o maior nível desde janeiro. Garantias recentes com o sistema bancário italiano parecem acalmar receios de contágio para o resto da área do euro.

Na Itália, as ações do conturbado Monte Dei Paschi segue no topo do índice, saltando mais de 9% após relatos de que o governo está se preparando para injetar dinheiro e ter uma participação na controladora do banco. Tanto o Tesouro italiano, quanto próprio banco se recusaram a comentar sobre este relatório, de acordo com a Reuters.
Enquanto isso, os economistas e investidores estavam se preparando para o anúncio da taxa do BCE na quinta-feira. O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi deve anunciar uma extensão de seu programa de flexibilização quantitativa (QE)  após reunião do Conselho de Administração do banco em Frankfurt no dia 8 de dezembro.

No Reino Unido, o FTSE 100 sobe e segue para a terceira sessão consecutiva de ganhos, puxada pela reviravolta do setor financeiro. O índice subiu 0,5% na terça-feira. O setor de materiais básicos avança, com a Rio Tinto disparando 4,24% depois que o Credit Suisse elevou a classificação da mineradora de neutro para outperform. Glencore sobe 2,1% e é a preferida pelo Credit Suisse no setor de mineração ao lado de Rio Tinto. BHP Billiton sobe 1,41% apear de ter sido rebaixada de outperform para neutro. Entre as produtoras de petróleo, Royal Dutch Shell sobe 1,23% após uma reportagem do Wall Street Journal de que a empresa vai desenvolver um grande campo de petróleo no Irã.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
13h00 – JOLTS Job Openings (pesquisa mensal em diferentes indústrias em que analisa contratações, abertura de emprego, demissões, recrutamentos, etc);
13h30 – Crude Oil Inventories (Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos);
18h00 – Wholesale Inventories (dados de vendas e estoques no atacado americano);

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:
Dow: +0,15%
SP500: +0,10%
NASDAQ: +0,12%
OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

via HARAMOTO

RESENHA DA BOLSA – QUARTA-FEIRA 07/12/2016