ÁSIA: O dia foi de ganhos na Ásia nesta quarta-feira depois que o Banco do Japão (BOJ) anunciou que iria alterar a sua política monetária, apesar do banco central manter a sua taxa de depósito inalterada em 0,%, porém disse que iria expandir a sua base monetária até estabilização da inflação acima de 2%. O BOJ disse também que iria manter o seu programa de compra de títulos do governo japonês de longo prazo (JGB), em 80 trilhões de ienes (US $ 781 bilhões) por ano.

O Nikkei 225 fechou em alta de 1,91%, ante os modestos 0,3% de ganho antes da decisão. O Topix subiu 2,71%. O iene japonês caiu para 102.78 contra o dólar após o anúncio, em comparação com a alta anterior de 101,09. Os rendimentos de títulos do governo japonês subiram brevemente após a decisão. O rendimento da JGB de 10 anos tornou-se positiva para 0,% antes de recuar para -0,025%. O rendimento da JGB de 30 anos subiu para 0,%, antes de recuar para 0,519% no período da tarde. Ações de bancos japoneses fecharam em forte alta, após a decisão pois as taxas de juros negativas geralmente tendem a comer nas margens de lucro dos bancos. Os principais exportadores também reverteu perdas.

Na Austrália, o ASX 200 ganhou 0,68%, com a maioria dos setores terminando em alta. O setor de energia adicionou 0,89% e o setor financeiro, fortemente ponderado, ganhou 0,81%. Entre as mineradoras, BHP Billiton fechou em alta de 0,9%, Fortescue Metals recuou 1,2% e Rio Tinto ganhou 1,0%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,59% e na China continental o Shanghai Composite fechou praticamente estável em 3,025.48, enquanto o Shenzhen Composto ganhou 0,27%. O setor de aço da China foi destaque e subiu 1,2% nesta quarta-feira, depois que Baoshan Iron & Steel disse ontem que incorporará a Wuhan Iron & Steel.
EUROPA: Stocks em toda a Europa avançam, amparado por aumentos nas ações do setor financeiro após o Banco do Japão mexer na política monetária de uma forma que deve ajudar as empresas dependentes de rendimento. O Stoxx Europe 600 sobe 0,8% e segue a caminho para o seu maior fechamento em quase duas semanas.

No Reino Unido, o FTSE 100 segue em alta, também liderada por ações do setor financeiro, após mudança da política monetária do Banco do Japão que devem beneficiar os bancos famintos por rendimentos. Na terça-feira, o valor de referência de Londres subiu 0,3%. As mineradoras também seguem o curso de alta. Anglo American sobe 2%, BHP Billiton avança 1,1% e Rio Tinto opera em alta de 1,5%.

EUA: Wall Street segue pronto para abrir com ganhos nesta quarta-feira, seguindo alta ao redor do mundo após o Banco do Japão revisar seu quadro de política monetária. Investidores aguardam agora a decisão sobre a taxa de juros por parte do Federal Reserve. Os preços do petróleo mais fortes também ajudam a sustentar ganhos para os futuros de ações.

A maioria dos analistas não esperam nenhuma alteração nas taxas de juros dos EUA. Todos seguem em busca de pistas se o Fed apontará alguma mudança de políticas futuras. As chances de um aumento da taxa em dezembro por parte do Fed subiu para 58%.

AGENDA ECONÔMICA:
EUA:
11h30 – Crude Oil Inventories (Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos);
15h00 – FOMC Economic Projections (previsões de crescimento do PIB);
15h00 – Federal Funds Rate (Decisão da Taxa de Juros);
15h00 – FOMC Statement (Declaração do FOMC);
15h30 – FOMC Press Conference (Discurso da Presidente do FED Janet Yellen).

ÍNDICES FUTUROS – 7h00:

Dow: +0,37%
SP500: +0,39%
NASDAQ: +0,48%
OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário da disponibilização dos dados.

Via HARAMOTO

RESENHA DA BOLSA – QUARTA-FEIRA 21/09/2016