ÁSIA: Mercados da Ásia fecharam em alta nesta quinta-feira enquanto investidores reavaliam o impacto econômico da vitória de Donald Trump na eleição presidencial dos Estados Unidos.

O Nikkei 225 fechou 6,72% maior com o iene enfraquecendo contra o dólar, negociado a 105,42 após o par dólar / iene mergulhar a níveis de 101 na quarta-feira. Um iene mais fraco ajuda a impulsionar as ações japonesas.  O primeiro-ministro Shinzo Abe do Japão disse que ele vai conhecer o presidente eleito na próxima semana em Nova York.

O índice de referência australiano ASX 200 fechou em alta de 3,34%, impulsionado pelos subíndices de energia e materiais, enquanto o subíndice do ouro recuou. Os investidores correram de volta para ações, acrescentando cerca de US $ 50 bilhões na bolsa, com investidores dando uma interpretação positiva para a vitória surpresa de Donald Trump na eleição presidencial dos Estados Unidos. As ações de mineradoras explodiram com a expectativa de que a vitória de Trump possa significar um aumento nos gastos em infraestrutura nos EUA, que em última análise, melhorará para os mercados de commodities e empresas de construção de novos projetos. O minério de ferro disparou para o maior nível desde janeiro do ano passado, o que levou a BHP Billiton a subir 8,2%, seguido de perto pelo Rio Tinto, com um aumento de 8,2% e Fortescue Metals, um aumento de 10,7%.

O NZX 50 da Nova Zelândia acabou 1,04% maior após o Banco da Reserva da Nova Zelândia cortar as taxas em 25 pontos base, para um recorde de baixa de 1,75% antes da abertura dos mercados. A declaração do RBNZ advertiu que “inúmeras incertezas permanecem, em particular no que diz respeito à conjuntura internacional e política e que pode ser necessário ajustar de acordo com sua conformidade.

Na Coreia do Sul, o Kospi fechou em alta de 2,26%, enquanto em Hong Kong, o Hang Seng tinha subiu 1,89%. O Shanghai Composite fechou em alta de 1,36%.

Os yuan chinês renovou uma nova baixa de seis anos em relação ao dólar, acompanhando o rali do dólar depois da vitória surpresa de Trump. O yuan caiu para 6,7912 em relação ao dólar. As empresas chinesas envolvidas no One Belt, One Road (OBOR), uma iniciativa liderada pela China para um conjunto de obras de infraestrutura e comércio integrado entre vários países da Eurásia, recebeu um impulso a partir de um yuan mais fraco e a vitória de Trump. China Communications Construction subiu 6,86%, enquanto Zoomlion Heavy industries subiu 4,62% e Sany Heavy adicionou 3,11%.

O ouro, um dos beneficiados iniciais da incerteza eleitoral nos EUA, subiu 0,74% para $ 1,287.20 a onça após subirem quase 5% na quarta-feira. Durante comércio asiático, o petróleo também avançou recuperando parte das perdas anteriores de quase 4% na quarta-feira.

EUROPA: As bolsas europeias registram alta substanciais nesta quinta-feira, acrescentando aos ganhos da sessão anterior, com os investidores apostando no recém presidente eleito Donald Trump que deve dar um impulso a setores como saúde e infraestrutura. O índice Stoxx Europe 600 sobe 1,08%, a caminho da quarta sessão consecutiva de alta. O valor de referência pan europeu terminou 1,5% maior na quarta-feira, após um dia de grandes oscilações quando o candidato republicano Trump ganhou a eleição presidencial dos EUA.

Segundo analistas, os mercados estão demonstrando uma impressionante capacidade de digerir as mudanças políticas significativas depois do Brexit do Reino Unido e isso é um bom presságio, visto o aumento da chance de termos mais mudanças políticas num futuro próximo, notadamente na Europa ao longo dos próximos 12 meses com  eleições na Áustria, França, Alemanha e um referendo na Itália.

O alemão DAX 30 segue a caminho para o seu maior fechamento desde o final de Dezembro de 2015.

No Reino Unido, o FTSE 100 avança na sequência da alta de 1% na quarta-feira. O benchmark britânico abriu inicialmente em baixa, com os investidores apreensivos com temas que possam surgir a partir da gestão de Donald Trump que começa no próximo ano. Os planos do republicano para projetos relacionados com infraestrutura, impulsiona preços como o de cobre. As ações da produtora de cobre Antofagasta disparam 10,23%. Entre outras mineradoras, Anglo American sobe 4,8%, Rio Tinto sobe 4,2% e BHP Billiton avança 3,7%. As ações da fornecedora de materiais de construção CRH sobem 4,56% pois o mercado norte americano soma 51% de sua receita.

O estudo de mercado imobiliário RICS mostrou que os preços dos imóveis aumentaram nos últimos três meses para 23 em outubro, ante 18 em setembro. A contínua alta dos preços deve continuar apoiada devido escassez de oferta.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
11h30 – Unemployment Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
16h01 – 10-y Bond Auction (leilão de títulos de 10 anos do governo americano);
17h00 – Federal Budget Balance (orçamento federal dos Estados Unidos);

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:

Dow:  +0,48%
SP500:  +0,45%
NASDAQ:  +0,74%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Via HARAMOTO

RESENHA DA BOLSA – QUINTA-FEIRA 10/11/2016