ÁSIA: As bolsas da Ásia terminaram predominantemente negativas neste último dia de negociação da semana, com investidores olhando outro mergulho acentuado dos preços do petróleo, mas os principais mercados registraram ganhos semanais, coroando uma semana em que viu investidores saindo em busca de barganha após quedas acentuadas.

O índice japonês Nikkei fechou em queda de 1,42% nesta sexta-feira, em 15,967.17 pontos, contudo, ganhou 6,8% na semana. O iene se fortaleceu contra o dólar em 113,07 após chegar a cair para 112,69 no intraday. Exportadores, previsivelmente fecharam em baixa. Toyota, Nissan e Sony tiveram perdas entre 2,53 e 2,93%. Um iene mais forte é um negativo para os exportadores, pois reduz os seus lucros no exterior quando convertidos em moeda local.

Na Austrália, o S & P / ASX 200 terminou em baixa de 0,79%, em 4,952.79 pontos, arrastados por quedas de 2,77 e 0,72% nos setores da energia e finanças, respectivamente. Na semana, o índice fechou em alta de 3,93%. o preço do minério de ferro, maior item de exportação da Austrália, saltou 8% durante a semana para US $ 47,14 a tonelada. BHP Billiton subiu 10,1%, enquanto Rio Tinto adicionou 5,3% na semana.

Mercados chineses terminaram sem direção. Shanghai Composite fechou perto da estabilidade em 2,861.37, mas ganhando 3,54% na semana depois de voltar de uma pausa de uma semana na semana passada. O compósito Shenzhen caiu 0,49% e em Hong Kong. o índice Hang Seng foi negociado em baixa de 0,54%. O Banco Popular da China injetou 10 bilhões de yuans (US $ 1,53 bilhões) em empréstimos de curto prazo aos bancos comerciais nesta sexta-feira, segundo o The Wall Street Journal. A injeção total de dinheiro pelo banco central da China nesta semana subiu para 150 bilhões de yuans, com o PBOC tentando manter a liquidez no sistema financeiro do país.

Durante o horário asiáticos, os preços do petróleo recuaram após dados do governo americano mostrarem um aumento de 2,1 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto na semana passada, contradizendo um relatório da indústria, que havia informado que os estoques haviam caído 3,3 milhões de barris na semana até 12 de fevereiro e derrubaram a maioria dos stocks regionais.

Na Austrália, Woodside Petroleum caiu 2,26% e Santos recuou 4,24% após informar uma perda líquida de 2,7 bilhões de dólares australianos ($ 1,93 bilhões) em 2015 devido prejuízo de até A $ 2,8 bilhões. O lucro ante encargos caiu 91%, para A $ 50 milhões, abaixo da previsão de cerca de A $ 94 milhões dos analistas da Reuters, enquanto a japonesa Inpex mergulhou 9,41%. A maioria dos produtores de petróleo da China continental terminaram em baixa. China Oilfield recuou 1,29%.

EUROPA: As bolsas europeias abriram em baixa depois que os mercados em Wall Street e Ásia ficaram sob pressão, com o STOXX 600 caindo 0,50% e seguem entre perdas e ganhos nesta sexta-feira, com os investidores respirando depois de uma semana positiva para as ações.

No setor automotivo, um proprietário de um carro diesel Mercedes BlueTEC entrou com uma ação na quinta-feira contra a Daimler alegando  excesso de níveis de emissão de óxido de nitrogênio. A montadora alemã chamou a ação de improcedente e disse que vai se defender, mas suas ações seguem negociado em baixa. Os escritórios da Volkswagen e Audi na Coreia do Sul foram invadidas por promotores locais, em uma investigação sobre o caso emissões de poluentes e as ações da Volkswagen também seguem em território negativo. Em sentido positivo no setor, Valeo é negociado em alta depois de postar um aumento de 30% no lucro líquido em 2015.

No Reino Unido, o FTSE 100 opera entre ganhos e perdas mas o benchmark segue a caminho para quebrar uma sequência de duas semanas de perdas, puxada por ganhos de 4,9% do setor de commodities. Ações de empresas de energia sobem, embora os preços do petróleo recuam depois que um oficial da Arábia Saudita disse que o país “não estava preparado” para cortar a produção de petróleo. Os comentários foram feitos depois de um relatório mostrando um aumento nos estoques do petróleo nos EUA.

Em Londres, BP sobe 0,54% e Royal Dutch Shell avança 0,13% e seguem para ganhos semanais de mais de 4,5% cada. Algumas mineradoras definham no vermelho. BHP Billiton cai 0,97% e a rival Rio Tinto recua 1,22%, no entanto, a produtora de cobre Anglo American sobe 0,52% e segue a caminho para um aumento de aproximadamente 17% na semana, após a mineradora delineoar planos para vendas de ativos.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
11h00 – Discurso do membro do FOMC Loretta Mester;
11h30 – CPI (Consumer Price Index) (índice de preços ao consumidor considerando uma cesta fixa de bens e serviços) e o Core CPI (mede os preços ao consumidor, considerando a mesma cesta com exceção dos custos relativos à alimentação e energia);

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuito, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário da disponibilização dos dados.

Por HARAMOTO