ÁSIA: A maioria das bolsas asiáticas tiveram ganhos modestos nesta terça-feira após oscilar entre o território positivo e negativo com a aproximação da eleição americana dominando as manchetes globais. Além do nervosismo com a eleição, dados comerciais da China e dados de empresas da Austrália também fragilizou o sentimento de risco.

Na Austrália, o ASX 200 fechou em alta de 0,13%, suportado pela força dos subíndice de materiais e energia, que subiu 1,43 e 1,49%, respectivamente, no entanto os ganhos foram limitados pela fraqueza do subíndice financeiro, que fechou em baixa de 0,59%. A Pesquisa Mensal de negócios da Austrália, compilada pela NAB com mais de 500 empresas mostrou que as condições de negócios em outubro suavizaram. O carvão de coque e minério de ferro tiveram impulsos impressionantes, subindo mais de 7 e 4%, respectivamente, antes da eleição dos EUA. O minério de ferro tem sido ajudado pela alta dos futuros do minério de ferro e aço na China. Os futuros do carvão de coque atingiram níveis máximos permitidos na China na segunda-feira. Entre as mineradoras, BHP Billiton subiu 2,8% e Rio Tinto avançou 1,6%.

No Japão, o Nikkei 225 terminou em baixa de 0,03%, enquanto o iene enfraqueceu em relação ao dólar, sendo negociado a 104.40 contra o dólar, depois de ganhar força na segunda-feira na Ásia. O ministro das Finanças japonês, Taro Aso, disse que se a eleição nos EUA desencadear alterações bruscas nos mercados cambiais, as autoridades japonesas vão agir para garantir a estabilidade do iene.

As exportações da China nominadas em dólares recuou 7,3% em outubro frente ao ano anterior, melhor do que os 10% de queda de setembro, enquanto as importações em dólar recuaram 1,4%. A China importou 80,8 milhões de toneladas de minério de ferro em outubro, a menor desde fevereiro e queda de 13% em relação ao mês anterior, conforme as siderúrgicas reduziam suas produções em meio a apertos nos lucros e custos crescentes. Em comparação com um ano atrás, os embarques da matéria prima para produção de aço ainda estavam acima de 7%. As reservas cambiais em outubro caiu $ 45,7 bilhões para $ 3,121 trilhões, a maior queda em nove meses, sugerindo um modesto grau de intervenção para diminuir o ritmo de depreciação do yuan. O yuan foi negociado a 6,7762 em relação ao dólar após o Banco do Povo da China (PBOC) definir correção média do yuans em 6,781, depois de ter fechado em 6,7769.
As bolsas chinesas do continente avançaram. O Shanghai Composite fechou em alta de 0,47% e o Shenzhen Composite subiu 0,65%. Em Hong Kong, o Hang Seng subiu 0,47% e na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,29%.

EUROPA: As bolsas europeias abriram com sinais divergentes na manhã desta terça-feira, com investidores cautelosos com os resultados das eleições norte-americanas. O pan europeu Stoxx 600 iniciou a sessão de terça-feira subindo 0,07%. Após alta da segunda-feira, os investidores pareciam mais cauteloso nesta terça-feira, com eleitores americanos preparados para ir às urnas para escolher seu próximo presidente. Bancos e corretoras indicam que pode haver um tumulto no estilo Brexit nos mercados após a divulgação dos resultados.

Setores de recursos básicos e telecomunicações registram os piores desempenhos na abertura dos mercados caindo cerca de 0,3%. Por outro lado, os varejistas estavam liderando os ganhos subindo 0,6% após vendas fortes, enquanto o setor de petróleo e gás sobe mais de 0,4% depois da notícia de que o Irã, China e França estão assinando um acordo para um novo acordo de petróleo.

Dados econômicos divulgados mostraram que a produção industrial alemã em setembro teve uma taxa pior do que os analistas esperavam caindo 1,8% em relação ao mês anterior. Analistas em uma pesquisa Wall Street Journal esperavam uma queda de 0,6%, no entanto, o ministro da Economia alemão preferiu dar ênfase para a figura trimestral que subiu 0,3%. Dados preliminares também mostraram que as exportações alemãs em setembro contraíram 0,7%. DAX 30 registra ligeira perda.

Na agenda corporativa, Credit Agricole aferiu um lucro líquido de 1,86 bilhões de euros (US $ 2,1 bilhões) no terceiro trimestre deste ano, acima de expectativas dos analistas de 1,70 bilhões de euros. O banco francês disse que os números melhores do que o esperado são resultados de sua bem sucedidas reestruturação. As ações da empresa sobem mais de 5%, atingindo o topo do Stoxx 600.

Marks & Spencer informou uma queda de 90% nos lucros semestrais. Seu lucro líquido foi de £ 16,9 milhões ($ 20,96 milhões) nos primeiros seis meses de 2016, em comparação com £ 172,7 milhões do ano anterior. A varejista britânica está fechando cerca de 60 lojas no Reino Unido, mas vai continuar a investir em lojas de alimentos. A empresa acrescentou que não iria aumentar os preços para compensar as pressões induzidas pela queda da libra esterlina. As ações da Marks & Spencer registram queda.

No Reino Unido, o FTSE 100 se esforça para encontrar uma direção nesta terça-feira, após alta de 1,7% no dia anterior, com os investidores preparando-se para assimilar o resultado da eleição presidencial nos EUA. A produção industrial do Reino Unido caiu 0,4% em setembro, ante estimativa de uma alta de 0,1%.

Associated British Foods dispara 8,64% após a empresa registrar um aumento de 3% no lucro operacional ajustado em 2016, em linha com a sua orientação e também disse que seu dividendo total será de até 5% sobre o ano passado. AB Foods disse que a queda da libra irá beneficiar sua receita global, mas afetará as margens de sua cadeia de varejo de vestuário Primark no Reino Unido. Imperial Brands cai 2,75% após a fabricante de tabaco disse que o lucro líquido caiu para £ 631 milhões ($ 784.600.000). A empresa elevou seu dividendo e anunciou um novo plano de investimento.

As mineradoras operam com sinais opostos. Anglo American cai 0,9%, Antofagasta recua 0,2% e Glencore perde 1,4%. Entre as gigantes da mineração, BHP Billiton sobe 1,1% e Rio Tinto avança 0,1%.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
9h00 – NFIB Small Business Index (índice de otimismo do pequeno empresário);
13h00 – JOLTS Job Openings (pesquisa mensal em diferentes indústrias em que analisa contratações, abertura de emprego, demissões, recrutamentos, etc);

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:

Dow: 0,00%
SP500: -0,01%
NASDAQ: -0,04%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

via haramoto

RESENHA DA BOLSA – TERÇA-FEIRA 08/11/2016