ÁSIA: Os mercados asiáticos fecharam sem direção, apesar de dados da China ligeiramente melhor do que o esperado e um discurso dovish da governadora do Federal Reserve, Lael Brainard. Ela disse que a cautela do banco central sobre as taxas tem servido bem nos últimos meses, ajudando a apoiar ganhos contínuos em relação ao emprego e progressos sobre a inflação. Comentários de outras duas autoridades do Fed ofereceram esperança de que o banco central pode adiar o aumento das taxas pelo menos até o final do ano.

Após abrir em alta de mais de 1 %, o ASX 200 da Austrália fechou um dia promissor em baixa de 0,23%, em 5.207,8 pontos, pesada por perdas no subíndice de energia e setor financeiro. A confiança nos negócios na Austrália mostraram que as condições de negócios diminuíram pelo segundo mês consecutivo, após corte das taxas do banco central em agosto. Depois de pressionar para as máximas de 12 meses em agosto, agora parece ter uma clara falta de confiança no mercado, com as pessoas acreditando em suma, que o aumento da volatilidade que tem sido visto ultimamente está longe de terminar. A queda dos preços do petróleo, com o petróleo bruto Brent caindo para US $ US47.98 o barril na sessão asiática atingiu ações do setor. Origin Energy e Santos recuaram 1,9% e Oil Search recuou 2%. Entre as mineradoras, BHP Billiton subiu 0,5% e Rio Tinto avançou 0,2%. Fortescue Metals subiu 1,2%, devolvendo quase todos os 4% da sessão inicial, depois que a empresa anunciou que iria devolver US $ 700 milhões de seus empréstimos com prazo para 2019 e economizar em cerca de US $ 26 milhões em juros.

O índice de referência japonês Nikkei 225 fechou em alta de 0,34%, a 16.729,04 pontos, ante alta anterior do 16,787.06. O par dólar / yen foi negociado a 101,94, caindo abaixo dos níveis de cerca de 102 da semana passada após discurso dovish de Brainard, diminuindo expectativas do Fed aumentar as taxas neste mês.

Mercados da China continental subiram; o Shanghai Composite fechou com ligeira alta de 0,06% Shenzhen Composto subiu 0,62%. Em Hong Kong, o Hang Seng caiu 0,32%. Durante a noite, a China lançou dados de agosto melhores do que o esperado. O crescimento do investimento em ativos fixos, seguiu estável em 8,1% em termos homólogos, a produção industrial de agosto subiu 6,3% no ano e as vendas no varejo aumentou 10,6% em termos homólogos. O país está no meio de uma maciça transição econômica, em direção a uma economia mais baseada no consumo e serviços.

EUROPA: As bolsas europeias abriram majoritariamente em alta e operam sem direção, com os investidores digerido comentários da oficial do Federal Reserve, os últimos dados da China e a queda nos preços do petróleo. O Stoxx Europe 600 avança 0,05% depois de ter subido 0,6% nos primeiros minutos da sessão. O benchmark caiu 1% na segunda-feira com preocupações de que o Federal Reserve iria elevar as taxas de juros já na próxima reunião, mas após a sessão europeia fechar, a governadora do Fed, Lael Brainard, disse durante um discurso que a falta de pressão inflacionária significa “apertar a política preventivamente não é convincente.

O setor de petróleo e gás registra o pior desempenho no pan índice após a Agência Internacional de Energia cortar drasticamente sua previsão para a demanda mundial de petróleo para este ano e o próximo ano. Entre os produtores, Statoil da Noruega cai 1,24%%, Galp Energia de Portugal perde 1,44% e a espanhola Repsol recua 1,41%. A provedora de serviços de perfuração de petróleo italiana Saipem cai 2,98%e provedor de serviços de petróleo Petrofac opera em baixa de 1,37%.

O euro cai 0,1157% frente o dólar e é negociado a US $ 1,1229 ante US $ 1,1237 da segunda-feira e entre os dados, os preços ao consumidor alemão em agosto caíram 0,1% em relação a julho, mas aumentou ligeiramente 0,3% em relação ao ano anterior.

No Reino Unido, o FTSE 100 opera entre altas e baixas após abrir cerca de 0,3% maior, após 0 benchmark caiu 1,1% na segunda-feira. Setor de energia lidera as baixas. BP cai 1,39% e Royal Dutch Shell cai 1,04%. Entre as mineradoras opera sem direção. Anglo American cai 0,6%, Antofagasta e Glencore avançam 0,8%, enquanto BHP Billiton recua 0,3% e Rio Tinto avança 0,3%. A libra recua 0,5699% frente o dólar e segue comprando em $ 1,3317 ante US $ 1,3336 da sessão anterior. Enquanto isso, os preços ao consumidor no Reino Unido subiram 0,3% mês a mês em agosto e deve interferir na próxima decisão de política do Banco da Inglaterra que ocorrerá na quinta-feira. O banco central desencadeou novos esforços de estímulo para amortecer a economia britânica no início do mês passado na sequência do Brexit.

EUA: Wall Street segue configurado para abrir com fortes perdas nesta terça-feira, depois de um sólido rali embasado nos últimos comentários de autoridades do Federal Reserve. Brainard, que é uma membra votante do comitê de políticas do Fed, disse ontem que o Fed deve ser cauteloso em apertar a política monetária para evitar prender o crescimento em um ambiente de baixa inflação. Comentários hawkish anteriores do presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren, na semana passada estimulou expectativas de uma alta na reunião de 20 e 21 de setembro, no entanto, após as observações contraditórias de Brainard, a probabilidade de uma subida das taxas na próxima semana caiu para 15% ante cerca de 24%. Com tantas vozes discordantes o futuro ainda é incerto e os mercados seguem em meio a um cenário de incerteza política e econômica, aumentando a volatilidade nesta reta final. Não há vozes do Fed nesta terça-feira, pois o banco central entrou no seu período “silêncio” à frente da reunião de setembro.

AGENDA ECONÔMICA:
EUA:
8h30 – NFIB Small Business Index (índice de otimismo do pequeno empresário);
14h01 – 30-y Bond Auction (leilão de títulos de 30 anos do governo dos EUA);
15h00 – Federal Budget Balance (orçamento federal dos Estados Unidos);

ÍNDICES FUTUROS – 7h10:

Dow: -0,62%
SP500: -0,63%
NASDAQ: -0,59%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário da disponibilização dos dados.

via: Haramoto

RESENHA DA BOLSA – TERÇA-FEIRA 13/09/2016