ÁSIA:  Mercados na Ásia negociaram de forma mista nesta terça-feira após dados do Banco da Coreia mostrarem que o crescimento econômico abrandou no terceiro trimestre. O PIB da Coreia do Sul cresceu 0,7%, superando a previsão de analistas para um pequeno aumento de 0,6%, mas em uma base anual, o PIB cresceu 2,7%, mais lento do que os 3,3% de aumento do segundo trimestre. O abrandamento era amplamente esperado após a desaceleração da produção industrial nos dois primeiros meses do trimestre.

Durante o trimestre, a Coreia do Sul viu um protesto maciço dos trabalhadores na Hyundai Motor, bem como o colapso da Hanjin Shipping que entrou em recuperação judicial em 31 de agosto. Em setembro, a gigante eletrônica Samsung foi forçado a fazer um recall do seu novo Galaxy Note 7 em meio a relatos de que seus dispositivos estavam pegando fogo, interrompendo permanentemente a produção dos dispositivos em outubro.

No Japão, Nikkei 225 subiu 0,79%, enquanto o Topix ganhou 0,71%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng aparou a queda do inicio do pregão e fechou em queda de 0,17%, enquanto os mercados da China continental o Shanghai Composite avançou 0,12%, em 3.128,24 pontos, com destaque positivo para ações chinesas de carvão e aço.

Na Austrália, o ASX 200 subiu 0,63%, com a maioria dos setores em ascensão. O forte setor financeiro subiu 0,74%, com os chamados “quatro grandes bancos” do país fechando em alta. Futuros chineses de minério de ferro subiram 6%, seu nível mais alto em mais de dois anos, ajudando a enviar Fortescue Metals e Rio Tinto para cima, no entanto, os preços à vista do minério de ferro subiram apenas 1% para US $ US59.28 a tonelada, com analistas ainda cautelosos dado o excesso de produção de minério de ferro. Fortescue, que também divulgou uma apresentação para investidores nesta terça-feira, fechou em alta de 6,5%, para $ 5,44, o maior nível desde abril de 2014 e Rio Tinto avançou 2,4% para $ 52,48. BHP, a maior produtora de minério do mundo e a terceira maior em minériode ferro, mas também um grande produtor de petróleo, terminou o dia apenas 0,4% maior, impactado pelo recuo do petróleo durante o horário da Ásia, que seguiu a queda da sessão dos EUA em meio às preocupações com excesso de oferta. A Reuters informou  que campo de petróleo Buzzard da Grã-Bretanha no Mar do Norte, que bombeia cerca de 180.000 barris por dia, deve reiniciar suas operações nesta terça-feira ou quarta-feira, após uma interrupção planejada de um mês para manutenção. A Reuters também informou que o ministro do petróleo do Iraque, Jabar Ali al-Luaibi, cujo país é o segundo maior produtor entre os membros da OPEP, quer uma isenção de restrições de produção, uma vez que precisa de mais dinheiro para combater militantes do estado islâmico.

O dólar foi negociado a 98,72 contra uma cesta de moedas na terça-feira de manhã durante o horário da Ásia, abaixo dos 98,83 da sessão anterior, mas acima dos 98,00 da semana passada. Analistas disseram que a expectativa de aumento da taxa de juros do Federal Reserve dos EUA apoiou o dólar durante o horário norte-americano; a força do dólar levou outras moedas para baixo durante o horário asiático. O iene voltou para a casa dos 104 em relação ao dólar, comparado com 103,20 da semana passada. A relativa fraqueza do iene provavelmente ajudou os principais exportadores japoneses subir.

O dólar australiano provavelmente seguiu os declínios dos preços das commodities, reflexo do dólar fortalecido. mas provavelmente os investidores estavam de olho nos dados da inflação a ser lançado na quarta-feira. O mercado tem pouca expectativa de que o Reserve Bank of Australia (RBA) corte as taxas de juros novamente e que seria necessário uma inflação e um PIB muito fraco e decepcionante para empurrar o RBA a aliviar novamente.

O declínio do yuan promovido por Pequim compensou os ganhos dos papeis relacionados com recursos básicos. O yuan onshore fechou em 6,7744 contra o dólar, uma queda de 0,08% em relação a segunda-feira, nova baixa no período de seis anos, alimentando novas preocupações de que a moeda segue em um caminho de depreciação sustentada.

EUROPA:  As bolsas europeias abriram em alta com os lucros de empresas como Norsk Hydro, Randstand e Renault dominando o sentimento dos mercados. O pan europeu Stoxx 600 abriu 0,2% maior nesta terça-feira. Destaque positivo para o setor de recursos básicos e telecomunicações, enquanto ações de tecnologia recuam.

De acordo com a Bloomberg, o Twitter pode reduzir 8% do seu pessoal, anúncio que poderá acontecer antes da divulgação de seus resultados do terceiro trimestre na quinta-feira, enquanto a Apple apresenta seus resultados nesta terça-feira. A empresa de telecomunicações francesa Orange informou um aumento do EBITDA de 1,6% no terceiro trimestre, para US $ 3,91 bilhões e um aumento de 845.000 novos contratos de telefonia móvel no mesmo período

Entre outras, Syngenta anunciou vendas de US $ 2,5 bilhões no terceiro trimestre deste ano, ligeiramente abaixo da estimativa de US $ 2,6 bilhões, enquanto a
Novartis viu seu lucro líquido subir 7% no terceiro trimestre, mas o lucro por ação desceu cerca de 3%, em US $ 1,23. Swedbank surpreendeu o mercado quando anunciou um aumento de lucro líquido de US $ 541 milhões no terceiro trimestre de 2016. O CEO do Swedbank, Birgitte Bonnesen, que está confiante sobre a qualidade dos ativos do banco, acrescentando que o crescimento dos empréstimos foi sólido.

Entre os dados divulgados nesta terça-feira, a leitura do clima de negócios na França ficou em 101, ligeiramente abaixo dos 102 de outubro. O CAC 40 de Paris opera em alta e na Alemanha, o índice de expectativa de negócios do setor de manufatura atingiu uma alta de 2 anos em outubro, para 110,5 contra estimativa de 109,3. O DAX 30 de Frankfurt também sobe.

No Reino Unido, o FTSE 100 segue seus pares continentais, recuperando da queda de 0,5% de ontem. Ações de mineradoras figuram entre os ganhos notáveis, que seguem os preços do ouro e da maioria de outros metais. Os futuros do ouro sobem 0,54%. Anglo American avançam 4,46%, Antofagasta sobem 3,52%, Rio Tinto e Glencore adicionam 2,86% e BHP Billiton sobem 1,6%.

A Agência Internacional de Energia disse nesta terça-feira que a demanda global por petróleo deverá recuar no próximo ano para 1,2 milhões de barris por dia, representando uma queda de 400 mil barris por dia em comparação a 2016. Os preços do petróleo permanecem no nível de $ 50.

Entre outras notícias, os credores da zona do euro aprovaram um desembolso de € 2,8 bilhões ($ 3,04 bilhões) para a endividada Grécia após o governo concluiu uma série de reformas econômicas. A aprovação marca o fim do primeiro lote de € 86 bilhões aprovado no verão passado, após temores de que o país entraria em “default” e, consequentemente deixar a zona do euro. Os novos empréstimos aprovados consistem de duas partes: € 1,1 bilhões a serem utilizados à serviço da dívida e mais € 1,7 bilhões para pagamentos em atraso.

AGENDA DO INVESTIDOR:
EUA:
11h00 – S&P/CS Composite-20 HPI (examina as mudanças no valor (preço de venda) do mercado imobiliário em 20 regiões nos EUA no ano anterior. Este relatório ajuda a analisar a força do mercado imobiliário dos EUA, o que contribui para a análise da economia como um todo);
12h00 – CB Consumer Confidence (mede o nível de confiança dos consumidores na atividade econômica. É um indicador importante, pois pode prever os gastos do consumidor, que é uma parte importante da atividade econômica
12h00 – IBD/TIPP Economic Optimism (mede o nível de confiança do consumidor e o otimismo quanto à atividade econômica);
12h00 – Richmond Manufacturing Index (consiste numa pesquisa com cerca de 100 fabricantes, determinando a saúde econômica do setor manufatureiro no distrito de Richmond. Qualquer leitura acima de 0 indica melhoria das condições do setor, enquanto uma leitura abaixo de 0 indica agravamento das condições);

ÍNDICES FUTUROS – 7h20:
Dow:  +0,15%
SP500:  +0,19%
NASDAQ:  +0,29%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

via HARAMOTO

RESENHA DA BOLSA – TERÇA-FEIRA 25/10/2016